Design Inteligente, um argumento da ignorância?


Por Angelo Grasso – Grupo Design Inteligente [Facebook]

Em um contexto explicativo, os argumentos da ignorância têm a forma:

Premissa Um: Porque X não pode produzir provas ou explicar E. Conclusão: Portanto, causa Y produziu ou explica E.

 

2- better flagella

 

 

Os críticos do projeto inteligente alegam que o argumento para o design inteligente assume esta forma também. Michael Shermer, gosta de alegar que, “design inteligente argumenta que a vida é demasiada complexa especificamente (estruturas complexas como o DNA) para ter evoluída por forças naturais. Portanto, a vida deve ter sido criada por um designer inteligente.

Em suma, os críticos afirmam que os proponentes do DI argumentam como se segue:

Premissa Um: causas materiais não podem produzir ou explicar as informações especificadas.
Conclusão: Portanto, uma causa inteligente produziu informação especificada biológica.

Se os defensores do design inteligente estivessem discutindo na forma anterior, eles seriam culpados de argumentar por ignorância. Mas o argumento tem a seguinte forma:

Premissa Um: Apesar de uma busca minuciosa, não há causas materiais descobertas que demonstram o poder de produzir grandes quantidades de informação especificada, sistemas biológicos irredutíveis e interdependentes.
Premissa Dois: Causas inteligentes demonstraram o poder de produzir grandes quantidades de informação especificada, sistemas irredutíveis e interdependentes de todos os tipos.
Conclusão: O design inteligente constitui a melhor, mais adequada explicação em relação a causas e origens, e explicação para a origem da informação e complexidade irredutível na célula, e interdependência de proteínas, organelas, e partes do corpo, e até mesmo de animais e plantas, tipo interdependência de mariposas e flores, por exemplo.

Ou, dito de maneira mais formal, o caso para o projeto inteligente feito aqui tem a forma:

Premissa Um: A causa X não produz E.

Premissa Dois: Causa Y pode e deve produzir E.

Conclusão: Y explica E melhor do que X.

1. ) Alto conteúdo de informação (ou complexidade especificada) e complexidade irredutível constituem indicadores fortes ou imagem de design inteligente no passado.

2. ) Sistemas biológicos têm um alto teor de informação (ou complexidade especificada) e utilizam subsistemas que manifestam complexidade irredutível. 

3. ) Mecanismos naturais ou causas sem direção não são suficientes para explicar a origem da informação (complexidade especificada) ou complexidade irredutível.

4. ) Por isso, o design inteligente constitui a melhor explicação para a origem da informação e complexidade irredutível em sistemas biológicos.

 

autoritario

Portanto quem está a usar de ignorância, ou equívoco, ou desonestidade intelectual mesmo, são aqueles que usam essa esse tipo de argumentação tola. [Jeph Simple]

 

4 comentários sobre “Design Inteligente, um argumento da ignorância?

  1. We know what produces information, codes, etc.: humans! Because we see these things in living things, then we must conclude a god did it! Because we in fact know that a disembodied intelligent being who does that kind of stuff can and does exist… right?

    Você pode comentar em português, faz o favor…

    Sobre o mecanismo do designer

    E o artigo é sobre um espantalho do modus operandi do ID.

    Não há relação nesse artigo com Deus… Não estou aberto a discutir teologia neste blog quando o assunto é DI… Eu tenho uma posição teológica e filosófica bem definida.

    [[jeph simple]]

    Curtir

  2. está bem, se quiser substitua “Deus” por “Designer”…

    Esse texto também não é sobre quem é o designer.
    Nem mesmo obedece as delimitações naturalistas; inclusive há um artigo aqui sobre isso.

    O argumento é sobre design inteligente.
    [[Jeph Simple]]

    Curtir

  3. Se continua a compartimentalizar as coisas dessa forma, então é difícil ter uma conversa produtiva e honesta – que no fundo, julgo que é o que os criacionistas pretendem impedir.
    Passe bem.

    Curtir

    • Madam,

      Se continua a compartimentalizar as coisas dessa forma, então é difícil ter uma conversa produtiva e honesta – que no fundo, julgo que é o que os criacionistas pretendem impedir.
      Passe bem.

      Pelo que me consta a censura parte exatamente dos evolucionista. Estes tem em suas mãos toda a mídia e a acadêmia para propagar a própria crença e censuram uma Hipótese Concorrente que é totalmente oposta a crença deles.

      Tem esse vídeo sobre as táticas evolucionistas, ao qual não se enquadram no escopo da ciência, mas sim fanatismo religioso, ideologia, covardia, politicagem…

      Curtir

Não será permitido neste blog, insultos, palavras frívolas, palavrões, ataques pessoais, caso essas regras não sejam seguidas não perca seu precioso tempo postando comentário. Qualquer comentário que violar a política do blog será apagado sem aviso prévio. Na persistência da violação o comentador será banido.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s