O MEC vai mandar fechar o Biological Theory: artigo científico com revisão por pares denuncia a falência heurística da teoria da evolução de Darwin!!!


(By Enézio E. de Almeida Filho)
Biological Theory
December 2011, Volume 6, Issue 1, pp 89-102
The Fate of Darwinism: Evolution After the Modern Synthesis
David J. Depew, Bruce H. Weber
Abstract
We trace the history of the Modern Evolutionary Synthesis, and of genetic Darwinism generally, with a view to showing why, even in its current versions, it can no longer serve as a general framework for evolutionary theory. The main reason is empirical. Genetical Darwinism cannot accommodate the role of development (and of genes in development) in many evolutionary processes. We go on to discuss two conceptual issues: whether natural selection can be the “creative factor” in a new, more general framework for evolutionary theorizing; and whether in such a framework organisms must be conceived as self-organizing systems embedded in self-organizing ecological systems.
+++++
+++++
+++++
NOTA DESTE BLOGGER
Em 1980, Stephen Jay Gould, um paleontólogo evolucionista honesto, em artigo junto com Niles Eldredge, afirmou que a atual teoria evolutiva – a Síntese Evolutiva Moderna – era uma teoria científica MORTA que posava de ORTODOXIA somente nos livros didáticos.
Desde 1998 este blogger levou essas dificuldades fundamentais da teoria da evolução no contexto de justificação teórica junto às editorias de ciência na Grande Mídia Tupiniquim (GMT): Folha de São Paulo, VEJA, Galileu, SuperInteressante, e as publicações de divulgação científica como o Jornal da Ciência, da SBPC, e o surgimento de uma nova teoria científica – a teoria do Design Inteligente.
Em vez de praticarem um jornalismo objetivo, sério e cético sobre informações grandiosas dadas pelos cientistas sobre a origem e evolução das espécies, a maioria da GMT fez ouvido de mercador sobre esta a teoria alardeada como a mais científica de todas as teorias, tão certa quanto a Terra é redonda e gira em torno do Sol, tão veraz quanto a lei da gravidade. Nada mais falso. A cada dia essa teoria se mostra heuristicamente falida no contexto de justificação teórica.
Por isso os evolucionistas desonestos não querem o debate público daquilo que é debatido intramuros – a falência epistemológica da teoria da evolução de Darwin na sua versão 2.0. Darwin 3.0 – a nova teoria geral da evolução – já chamada de Síntese Evolutiva Ampliada ou Estendida, não será selecionista e deve incorporar aspectos teóricos neo-lamarckistas, está sendo elaborada e será anunciada somente em 2020.
Eis aqui mais um artigo científico recente dizendo o que este blogger vem dizendo há anos – Darwin kaput!!!
Darwin morreu! Viva Darwin!
Fui, nem sei por que rindo da cara de certos cientistas evolucionistas academicamente desonestos e da Galera de meninos e meninas de Darwin, a cada dia mais órfãos…
Pano rápido que a nova teoria geral da evolução será natimorta se não incorporar a questão da informação, pois a Biologia do século 21 é uma ciência de informação. Quem considera isso desde os anos 1990s? A teoria do Design Inteligente – Informação Complexa e Especificada (William Dembski).
Simples assim!

 

Não será permitido neste blog, insultos, palavras frívolas, palavrões, ataques pessoais, caso essas regras não sejam seguidas não perca seu precioso tempo postando comentário. Qualquer comentário que violar a política do blog será apagado sem aviso prévio. Na persistência da violação o comentador será banido.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s