Em Defesa do Design Inteligente

Início » Biologia » Compare a arte sublime da natureza com a do homem.

Compare a arte sublime da natureza com a do homem.


By Evolution News – David Klinghoffer

[Obs: Texto adaptado – O artigo a seguir  possui  links no original em inglês – Imagem do EnV com os devidos créditos.] 

Järise_järv_Saaremaal.jpg

O Science News lança algumas ilustrações impressionantes:

Você já se sentiu pesado por suas posses materiais? A variedade ilimitada de coisas que os seres humanos fabricam – tratores, edifícios, esferográficas, mochilas Hello Kitty – tem um peso sério: uma métrica de 30 trilhões de toneladas; estima um novo estudo. Isso é aproximadamente 50 quilogramas por cada metro quadrado da superfície da Terra.

A “tecnosfera” humana, todos os produtos manufaturados em nossos dias atuais, ultrapassam a biosfera natural em massa e variedade; segundo o geólogo Jan Zalasiewicz da Universidade de Leicester na Inglaterra e o relatório online de colegas em The Anthropocene Review, de 28 de novembro.

Ao que Douglas Axe, autor de  Undeniable: How Biology Confirms Our Intuition That Life Is Designed, responde apropriadamente:

“A “tecnosfera” humana [produtos, materiais feitos pelo homem] ultrapassa a biosfera natural em massa e variedade. Contudo, certamente não em elegância.” https://twitter.com/ScienceNews/status/823954811880083461

Os seres humanos criaram uma arte sublime que, como diz George Steiner memoravelmente, em um breve vídeo que eu recomendei antes, gesticula para mysterium tremendum.

Isso pode ser verdade sobre a música, acima de tudo, o que naturalmente não deixa vestígios. É pura informação, se você quiser chamar assim. No entanto, os seres humanos também criam um monte de lixo, montanhas de feiura. Nosso produto de trabalho total, a “tecnosfera”, supera em massa os seres humanos, em massa, de 60.000 para 1. Grande parte desse material é lixo.

De volume a parte; o contraste com a natureza e sua elegância, é o ponto do Dr. Axe.

Um golfinho ou uma aranha, é uma obra-prima, ao qual ele chama de “coerência funcional“. Qual é o artista mais sublime, o homem ou a natureza? É uma pergunta interessante para um darwinista, se ele for honesto o suficiente para responder de forma franca. Eu tenho uma visão sobre isto, e você provavelmente tem a sua. Podemos conversar sobre isso.

Por que esperaríamos arte em toda a natureza, tendo em conta a premissa de um cosmos sem propósito ou design? O fato de que há alguma coisa para discutir acerca dela toda, onde a natureza pode ser comparada significativamente com Mozart, digamos, ela parece grávida de significado.

Anúncios

Não será permitido neste blog, insultos, palavrões, ataques pessoais, caso essas regras não sejam seguidas não perca seu precioso tempo postando comentário. Qualquer comentário que violar a política do blog será apagado sem aviso prévio. Na persistência da violação o comentador será banido.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: