Stephen Meyer – Proteínas funcionais e informações para planos corporais –


Dr. Stephen Meyer comenta no final de um vídeo:

Agora, há mais um problema na medida da geração de informações. Acontece que você não só precisa de informações para construir genes e proteínas, ela acaba por construir “Body-Plans”

Você precisa de níveis mais elevados de informação. Maiores instruções de ordem de montagem. Códigos de DNA para a construção de proteínas, mas as proteínas têm de ser arranjadas em circuitos distintivo para formar os tipos de células distintas. Os tipos celulares têm de ser arranjadas em tecidos. Os tecidos têm de ser organizados em órgãos. Os órgãos e tecidos devem ser especificamente organizados para gerar novos “Planos-Corporais” [Body-Plans] inteiros, arranjos característicos dessas partes do corpo. Sabemos agora que o DNA por si só não é responsável por essas ordens superiores de organização.

O DNA codifica proteínas, mas por si só, não garante que as proteínas, os tipos de células, tecidos, órgãos, serão todos dispostos no corpo. E o que isso significa é que a morfogênese Corpo-Plano, como é chamada, depende de informações que não são parte do DNA. O que significa que você pode transformar o DNA indefinidamente.

80 milhões anos, a 100 milhões de anos até que a vaca tussa. Não importa, porque na melhor das hipóteses você só está indo encontrar uma nova proteína em algum lugar lá fora, naquele vasto espaço de sequência combinatória. Você não está, através da mutação do DNA sozinho, gerando estruturas de ordem superior que são necessárias para a construção de um plano corporal. Então, o que podemos concluir através disso é que o mecanismo neo darwinista é manifestamente insuficiente para explicar a origem da informação necessária para construir novos genes e proteínas, e também é manifestamente insuficiente para explicar a origem de formas biológicas inovadoras.
Stephen Meyer – (trecho retirado de Meyer / Sternberg vs. Shermer / debate Prothero – 2009)

Aqui um vídeo sobre planos corporais e DNA, de Jonathan Wells (Sem tradução)

Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem – Salmos 139:14

Não será permitido neste blog, insultos, palavras frívolas, palavrões, ataques pessoais, caso essas regras não sejam seguidas não perca seu precioso tempo postando comentário. Qualquer comentário que violar a política do blog será apagado sem aviso prévio. Na persistência da violação o comentador será banido.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s