Por que eu devo acreditar na arvore da vida de Darwin,por causa das evidências?Que evidências?


Árvore da Vida de Charles Darwin é “errada e enganosa”, afirmam cientistas

 

 

charles-darwin_1238293c

Figura 1 – Charles Darwin. (Fonte: Jornal Inglês: The Telegraph) 

Estes cientistas acreditam que o conceito nos engana, porque os seus limites e até mesmo a teoria obscurece o estudo de organismos e seus ancestrais. A evolução é demasiado complexa para ser explicada por algumas raízes e galhos, eles dizem.

 

Em The Origin of Species, publicada em 1859, o naturalista britânico desenhou um diagrama de um carvalho para descrever como uma espécie pode evoluir para muitos. Mas não muito foi sabido sobre as formas de vida primitivas ou genética na época quando ele tinha apenas lidar com as plantas e os animais – muito antes de haver qualquer compreensão real de DNA ou bactérias.

 

Os pesquisadores dizem que embora a maior parte da biologia nos últimos 150 anos aceite esta teoria, em grande medida, em causa própria no preenchimento dos dados da árvore que está obsoleta e precisa ser descartado. Dr. Eric Bapteste, biólogo evolucionista da Pierre e Marie Curie University, em Paris, disse:

“Por muito tempo o Santo Graal era construir uma árvore da vida. Nós não temos nenhuma evidência de que a árvore da vida é uma realidade. “

 

A descoberta da estrutura do DNA em 1953 – cujo pioneiros acreditavam que seria prova da árvore de Darwin – abriu novas perspectivas para a biologia evolutiva. Mas a pesquisa atual é encontrar um cenário muito mais complexo do que Darwin poderia ter imaginado – particularmente em relação às bactérias e organismos simples unicelulares.

 

Essas formas de vida simples, representam a maior parte da biomassa da Terra e da biodiversidade – para não mencionar os primeiros dois terços do planeta. Muitas de suas espécies trocaram genes ou se envolveram em duplicação de genes, recombinação, a perda de genes ou transferência de gene de múltiplas fontes. O Dr. John Dupré, filósofo da biologia na Universidade de Exeter, disse:

“Se houver uma árvore da vida é uma pequena estrutura irregular crescem fora da teia da vida.”

 

Mais fundamentalmente, a pesquisa recente sugere que a evolução dos animais e plantas não é exatamente como qualquer árvore. Dr. Dupré disse:

“Há problemas [no Evolucionismo] que são deixados de canto. Após terem arrancado da arvore da vida, os seres unicelulares, atualmente os biólogos buscam tomar seus eixos para os demais ramos.

 

Dr Bapteste disse:

“Se você não tiver uma árvore da vida, o que significa para a biologia evolutiva? Na primeira, é muito assustador -, mas nos últimos anos as pessoas começaram a libertar as suas mentes.”

 

Tanto ele como o co-pesquisador Dr. Ford Doolittle salientam que a desvalorização da árvore da vida não significa que a teoria da evolução é errada, apenas que a evolução não é tão arrumado como gostaríamos de acreditar. [grifos nossos]

 

Dr. Doolittle, da Universidade da Califórnia, disse:

“Nós devemos relaxar um pouco sobre este assunto. Compreendemos muito bem a evolução, ela é apenas mais complexa do que Darwin imaginava. A árvore não é o único padrão.”

 

Mas outros consideram que a erradicação da árvore da vida como o início de algo maior, relata a New Scientist. Dr. Dupré disse:

“É parte de uma mudança revolucionária na biologia. Nosso modelo padrão de evolução está sob enorme pressão. Nós estamos indo claramente para ver a evolução, tanto mais sobre fusões e colaboração de mudança dentro das linhagens isoladas.” [grifos nossos]

 

Entender como as células evoluem e se transformam é extremamente importante que é ajudar cientistas a aprender porque algumas doenças são resistentes a vacinas e antibióticos, e porque os outros podem enganar o sistema imunológico. Também para ajudarmos a procurar soluções ambientais também, pois alguns genes de bactérias podem decompor os contaminantes resistentes, tais como o benzeno em subprodutos inofensivos.

 

Dr. Rose disse:

“A árvore da vida está sendo enterrado educadamente – todos nós sabemos disso. O que é menos aceito, é que a visão fundamental da biologia de todos precisa mudar.” [grifos nossos]

 

Ele diz que a biologia é muito mais complexo do que pensávamos e enfrentar essa complexidade será tão assustador como as perturbações conceituais físicos tiveram de embarcar no início do século 20.

 

Dr Bapteste disse:

A árvore da vida era útil. Ajudou-nos a compreender que a evolução era real. Mas agora sabemos mais sobre a evolução é hora de seguir em frente.” [grifos nossos]

 

O modelo de Darwin não é nenhum pouco desconhecido à controvérsia. Ele desempenhou um papel fundamental no debate muito maior com os criacionistas que estão convencidos de que a vida na Terra é tão complexo que só poderia ter surgido a partir do design inteligente – em outras palavras, a mão de Deus. [grifos nossos]

 

Fonte: http://www.telegraph.co.uk/science/4312355/Charles-Darwins-tree-of-life-is-wrong-and-misleading-claim-scientists.html

 

__________________________________________________

NOTA:

 

Este artigo foi publicado no dia 22 de janeiro de 2009, na edição online do jornal inglês Telegraph, na coluna Science. O interessante é percebeder o receio por partes dos pesquisadores entrevistados em ir demasiado contra o Evolucionismo. E lhe convido, caro leitor, a considerar alguns pontos (em negrito) do texto acima, a seguir:

 

Tanto ele como o co-pesquisador Dr. Ford Doolittle salientam que a desvalorização da árvore da vida não significa que a teoria da evolução é errada, apenas que a evolução não é tão arrumado como gostaríamos de acreditar.”

 

Esta afirmação nem carece de comentário de tão auto-explicativa que é. Percebam que há um consenso entre os pesquisadores em questão tem certeza que a idéia da árvore da vida não tem cabimento nenhum na ciência atual. E, claro, como, bem provavelmente, eles precisam de financiamento para suas pesquisas e apoio científico das revistas para suas publicações, trataram de “evitar” qualquer dualidade na afirmação.

 

Dr. Dupré disse: “É parte de uma mudança revolucionária na biologia. Nosso modelo padrão de evolução está sob enorme pressão. (…)”

 

Concordo com o Dr. Dupré que a Biologia está passando por uma revolução, em especial, no sentido de verificar novas possibilidades para deslumbrar uma explicação mais consistente para a origem da vida na Terra. Como consequência disso, é óbvio afirmar que o Evolucionismo de Darwin está passando por fortes pressões, em especial pela falta de evidências que comprovem esta teoria, associada a outras evidências que aprovam teorias contrárias ao Darwinismo, como por exemplo a TDI – Teoria do Design Inteligente.

 

Dr. Rose disse: “A árvore da vida está sendo enterrado educadamente – todos nós sabemos disso. O que é menos aceito, é que a visão fundamental da biologia de todos precisa mudar.”

 

Enterrada pelos próprios defensores desta teoria, que primeiro depositam sua crença numa teoria e depois correm atrás, loucamente, atrás de evidências para comprová-la, de fato, como deveria ser o caminho inverso. Após estas afirmações, tenho minhas dúvidas se estes pesquisadores, no íntimo, também desacreditam não apenas a arvore da vida, proposta por Darwin, como também outras proposições feitas pelo mesmo.

 

Dr Bapteste disse: “A árvore da vida era útil. Ajudou-nos a compreender que a evolução era real. (…)”

 

Obviamente, como foi dito acima, e antes que estes pesquisadores fossem expulsos de seus laboratórios e terem congelado seus patrocínios, havia a necessidade de deixar tudo muito claro e afirmar com veemência que Darwin estava correto, quando pensou assim. Mas esta afirmação do Dr. Bapteste me deixou meio confuso, sinceramente. Como algo que foi comprovado ser insatisfatório, do ponto de vista científico, “errada” e “enganosa”, como dito pelos próprios pesquisadores (título do artigo), pode ter colaborado para a veracidade da evolução? Claro, a não ser que a segunda, tenha seus fundamentos na primeira.

 

“O modelo de Darwin não é nenhum pouco desconhecido à controvérsia. Ele desempenhou um papel fundamental no debate muito maior com os criacionistas que estão convencidos de que a vida na Terra é tão complexo que só poderia ter surgido a partir do design inteligente – em outras palavras, a mão de Deus.”

 

Talvez, percebendo que as afirmações dos pesquisadores tenha sido demasiadamente “fortes” para o mundo científico, o (s) editore (s) do jornal inglês tratou de colocar os “pingos nos is”, com a afirmação acima. Mas ao ler isso, me fiz a seguinte pergunta: Darwin fez tudo isso apenas para questionar os Criacionistas?Porque, ao ler e reler o texto, a impressão que o jornal nos traz é somente sobre este motivo. Sinceramente, mesmo eu não concordando com a Teoria de Darwin, quero acreditar que seus motivos foram em prol da “evolução” da ciência e trazer contribuições que ajudaram a entender os seres vivos, e disso ninguém questiona, que ele trouxe sim a atenção devida aos estudos aprofundados aos seres vivos.

 

Outro detalhe importante que eu percebo, talvez pode ter sido proposital, ou mero fruto da ignorância científica do jornal, o fato de colocar duas teorias (CRIACIONISMO e DESIGN INTELIGENTE) independentes e distintas entre si na mesma frase. Isos favorece o leitor leigo a acreditar que uma coisa é a mesma coisa que a outra coisa. Ou seja, é tudo igual! Meu pequeno conhecimento das estratégias utilizadas na mídia, me faz ficar com a opção de ser proposital e ir, assim, massificando a idéia de que Design Inteligente é Criacionismo, defendido piamente pelos Evolucionistas, que incentivam à ignorância geral dos que desconhecem as mesmas.

 

CRIACIONISMO: Teoria que defende a criação de acordo com o relato do livro de gênesis, do Pentateuco judaico e da Bíblica Cristã.

 

DESIGN INTELIGENTE: Teoria que defende que os mecanismos biológicos são por demais complexos para terem surgido pouco a pouco, através de milhões de anos, e, por isso, são irredutíveis, exemplo: sistema de defesa do corpo humano; replicação do DNA; síntese protéica, entre outros, que apenas com apoio da Biologia Molecular tivemos conhecimento, ferramenta esta que Darwin não possuia em seu tempo.

 

Portanto, percebam que são em polos muito distantes para serem colocadas dentro de um mesmo pacote. A primeira, possui evidências científicas (datação do Carbono 14, fósseis de um mesmo organismo atravessando eras geológicas que estão separadas por milhões de anos, deposição sedimentar, entre outros. A segunda, possui mais evidências ainda, como alguns exemplos já citados acima. Para ser justo, o Evolucionismo possui sim algumas evidências muito bem argumentadas, mas é a única das três teorias que já teve comprovado diversos relatos de falsificação de evidências para comprová-la cientificamente, e anos depois de outros pesquisadores terem estudos estas “evidências”, publicarem tais evidências eram falsas, isso ocorre em especial na busca pelo “elo pedido”, sem bem que poderia colocá-lo no plural.

Não será permitido neste blog, insultos, palavras frívolas, palavrões, ataques pessoais, caso essas regras não sejam seguidas não perca seu precioso tempo postando comentário. Qualquer comentário que violar a política do blog será apagado sem aviso prévio. Na persistência da violação o comentador será banido.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s